18 julho 2012

Como aquecer seu aquário neste inverno

Photobucket

Apesar de nosso país ser conhecido como o país tropical, algumas regiões enfrentam invernos rigorosos demais para os peixes. Em especial no Sul, parte do Sudeste, Centro e serras em geral, onde em cidades como Curitiba pode haver dias com temperatura mínima de -2° no auge do inverno. Para a maioria de nossos peixes tropicais, a temperatura mais fria suportada é 22°, então já se pode imaginar o dano de temperaturas congelantes.


E não são só nas cidades frias onde mora o perigo, variações de temperatura abruptas são as principais causas de doenças e mortes. Principalmente pelo ataque de parasitas oportunistas como o Ichthyophthrius multifiliis, que causa o íctio. Mesmo em cidades muito quentes durante o ano todo podem acontecer quedas de temperatura repentinas, apenas uma vez basta para prejudicar os peixes mais delicados.

Rios e lagos são grandes volumes de água, bilhões de vezes maiores do que nossos aquários e são aquecidos por aquela pequena estrelinha que paira no espaço. A temperatura se mantém muito estável nestes ambientes, quase sem variações ou então não chegam a 1° ou 2°.
Como podemos simular tal estabilidade em nossos aquários? Aquecedores elétricos são a resposta.

Além de adquirir um aquecedor, o aquarista deve tomar alguns cuidados especiais no frio. A água das TPAs não pode estar muito mais fria do que a do aquário para evitar o risco que choque térmico. Para evitar este problema a água deve ser aquecida antes de colocada no aquário, seja com um aquecedor, temperando com água quente, etc.

Índice

Como escolher a potência de um aquecedor?
Do quê é feito um aquecedor?
Quais são os tipos de aquecedores?
Precauções com o Aquecedor

(use ctrl+f (Windows) ou command+f (Mac) para localizar o conteúdo)


Como escolher a potência de um aquecedor?

Independentemente do tipo do aquecedor, é necessário saber o volume do aquário e a temperatura do ambiente.
Com essas duas informações em mãos, calcula-se a diferença da temperatura ambiente para a desejada:

Δt° W/L
5° - 9° 0,5
10° - 18° 1
15° - 27° 2

Δt° = Diferença de temperatura do aquário para o ambiente
W/L = Watts por litro

Por exemplo, se eu tenho um aquário de 100 litros com o objetivo de alcançar a temperatura da água em 28°.
Em um cômodo com temperatura mínima de 6°.
6 − 28 = uma diferença de 22°
Então devo usar 2 Watts por litro, um aquecedor de 200W.

Se eu moro em um lugar quente e o cômodo nunca fica mais frio do que 22°.
22 − 28 = uma diferença de 6°
Devo usar 0,5 Watts por litro, um aquecedor de 50W.

Sempre consulte as informações do fabricante.

Do quê é feito um aquecedor?

Basicamente, os aquecedores são feitos dois elementos: Uma resistência elétrica e um termostato com seletor de temperatura. Porém nem todos possuem o termostato.

A resistência é uma peça metálica que esquenta quando uma corrente elétrica passa por ela, esse fenômeno é conhecido como efeito Joule. Normalmente a resistência está dentro de um tubo de vidro e é suportada por uma peça de vidro ou cerâmica, às vezes areia. O revestimento de alguns aquecedores é feito com um tubo metálico ou até plástico inquebrável.

O tubo de vidro pode quebrar se o aquecedor for retirado do aquário ainda quente!

O termostato é um dispositivo que mantém a temperatura do aquário constante, regulando o funcionamento da resistência. Quanto o termostato detecta a temperatura esfriar, aciona a resistência fazendo com que a água esquente gradualmente até atingir a temperatura desejada. Quanto atinge essa temperatura o termostato desliga a resistência, é um ciclo constante.

Existem dois tipos de termostato: analógico e digital.

Analógico: é um sistema mais primitivo que funciona com uma placa móvel feita de metais diferentes (bimetal), cada um tem uma dilatação diferente com o calor. Graças a esta diferença, a placa se curva com o aquecimento se afasta do contato elétrico que ativa a resistência.
Quando a água esfria, esta placa perde a curvatura, se encostando no contato elétrico e reativando a resistência. A regulagem da temperatura é feita com simples parafuso que altera a distância da placa metálica para o contato.
Como pode-se perceber é um sistema mais primitivo e barato, mas necessita de calibração manual que se desregula com relativa facilidade, causando erros na temperatura.
Além disso não tem nenhum mostrador ou indicador da temperatura e geralmente não pode ser totalmente submerso.

Digital: é um sistema muito preciso que não utiliza nenhum componente móvel para detectar a temperatura. Ao invés da placa bimetálica, usa um sensor de temperatura delicado conectado a um circuito computadorizado. Estes termostatos não precisam de calibração e seus sistemas permitem que se escolha uma temperatura em um mostrador com precisão de 1° ou até 0,5°, que será mantida fixa naquela faixa. Alguns modelos podem ser totalmente submersos.
Os termostatos mais avançados possuem um mostrador LCD para exibir a temperatura e até alarmes de superaquecimento!

Quais são os tipos de aquecedores?


Aquecedor com Termostato Digital Embutido

Este tipo de aquecedor é o mais moderno disponível nas lojas.
Normalmente tem o tubo de vidro, mas alguns modelos especiais são feitos de plástico inquebrável.
Costumam ter um regulador de temperatura com mostrador, sendo os tipos mais práticos, confiáveis e cômodos de usar. Muitos são totalmente ou semi-submersíveis, não atrapalhando a colocação de tampas no aquário.

Exemplos de marcas e modelos: Marineland Visi-therm, Sera, Hagen Jäger, Via Aqua, Boyu.


Aquecedor com Termostato Analógico Embutido

Este tipo de aquecedor com termostato é o mais econômico, mas como foi explicado sobre o termostato analógico tem uma série de desvantagens:
- Necessita ser calibrado e pode se desregular;
- Não possui mostrador de temperatura;
- Não pode ser submerso, deve ser pendurado à beirada do aquário, atrapalhando a instalação de tampas;
- Não costumam ser bem vedados, podendo causar oxidação dos componentes internos e falhas.


Exemplos de marcas e modelos: Heater, Master, Seven-Star.


Aquecedor simples "rabo quente"

Este tipo de aquecedor é barato e muito comum, mas não possuiu um termostato.
Isso significa que ele apenas possui a resistência e aquece a água continuamente, sendo necessário o controle constante do aquarista, com um termômetro e desligamento manual do aparelho.
Este sistema causa muitas variações de temperatura e pode cozinhar um aquário inteiro caso aconteça um esquecimento do aquarista.
Mas este tipo de aquecedor pode ser acoplado a um termostato separado, se tornando um sistema confiável, embora não muito prático.

Exemplos de marcas e modelos: Master, Sarlo Better


Aquecedor em linha

É um tipo de equipamento especial para ser acoplado a uma tubulação, como a saída ou entrada o filtro, aquecendo a água uniformemente através da circulação.
Tem algumas vantagens, como liberar espaço no aquário e ser mais estético por ser instalado externamente. Certas marcas alegam que é mais resistente a danos causados por falta de água.

Exemplos de marcas e modelos: Hydor




Aquecedor de filtro

Assim como os aquecedores em linha, os aquecedores de filtro são uma novidade no hobby. São destinados a serem acoplados no filtro, promovendo assim a uniformização da temperatura com a circulação da água. Normalmente está em modelos de filtros com o aquecedor embutido. Pode ser uma faca de dois gumes, pois qualquer equipamento embutido é mais difícil de substituir no caso de falhas.


Aquecedor de substrato

Consiste de um cabo flexível que pode ser colocado abaixo do substrato, como uma serpentina. Deve ser usado em conjunto com um aquecedor comum, alguns aquaristas acreditam que aquecer o substrato promove a circulação e distribuição de nutrientes. Existe uma discussão entre aquaristas que acreditam que este tipo de aquecedor é essencial para aquários plantados e quem acha que é um equipamento totalmente dispensável e não promove vantagem nenhuma. Seu uso está cada vez menos popular.


Termostato dedicado

É possível acoplar um termostato a um aquecedor simples. É um sistema pouco popular mas pode ser muito preciso, dependendo da qualidade do equipamento.


Aquecedor no SUMP

Independentemente do tipo de equipamento, o aquarista que usa SUMP pode preferir colocar o aquecedor dentro do filtro ao invés de colocá-lo no aquário principal.
Isto previde acidentes na manutenção ou com peixes grandes que podem se queimar ou até quebrar o equipamento.


Precauções com o Aquecedor
  • Jamais deixe o aquecedor encostado diretamente no vidro sob o risco de causar trincamento.
  • Não deixe a água em nível muito baixo para não correr o risco de expor a resistência e danificar o equipamento. A maioria dos modelos indica o nível seguro.
  • Como já foi avisado no início do texto, jamais retire o termostato do aquário enquanto ainda está quente pois o choque térmico estilhaça os modelos de vidro. Além de perder o equipamento nada barato, a combinação de vidro quebrado, calor, eletricidade e água não é nada segura.
  • Não faça economia pois neste caso o barato sai muito caro. Qualquer equipamento é propenso a falhas, que podem ser fatais em dias gelados. Invista no melhor equipamento possível e tenha sempre um reserva.
  • Para aquários muito grandes é melhor instalar dois aquecedores de 200W do que apenas um de 400W. Além de promover melhor distribuição de temperatura, é um sistema mais à prova de falhas.

Agora que você já sabe a importância de um aquecedor de qualidade faça este favor a seus peixes e instale um agora, pois ao contrário da brincadeira na ilustração, eles não podem aliviar o frio com casacos de pele.

Abraços, Chantal

Referências
Aquahobby
Fish Tank Guide

3 comentários:

Pablo Góes disse...

Muito boa a postagem!!!

AquaA3 disse...

Completíssimo, parabéns Chan!

sidnei gonçalves disse...

muito ilustrado, porém tenho uma duvida, sou principiante e minha esposa comprou um betta, realmente o peixe encanta, mas agora vejo que necessita de cuidados, comprei um aquecedor 1w e um termometro, já deixei o aquecedor a mais de 05 horas e não atinge a temperatura de 27 grau.
Devo deixar o aquecedor no aquario a noite, ele aquece fora do aquario, ñ tem termostato, o maximo uqe observei foi 21 graus, não passa disso, como disse o barato tá saindo caro.
Pode me ajuadar a ter maior exatidão no que fazer, pois tenho medo de deixar o aquecedor ligado no aquario por mais tempo.

grato.

sidnei