17 março 2009

Reprodução de Pomacea bridgesii




Olá a todos!

Desde 2006 venho mantendo e acompanhando a reprodução das ampulárias (Pomacea bridgesii), particularmente gosto muito desses gastrópodes e acho que possuem um papel importante no auxílio ao combate às algas em nossos aquários.

A ampulária é um gastrópode, possui uma única concha e apresenta algumas particularidades. Aqui ficam as principais: 


São dióicas: ou seja, possuem os sexos separados, por isso é errado falar que uma ampulária é hermafrodita. Se você ouvir isso de um vendedor ou aquarista não se deixe enganar, existe o macho e a fêmea e esta pode guardar o esperma do macho por um bom tempo – o que explica o fato de se possuir apenas uma no aquário e mesmo assim ela desovar. Os machos possuem uma estrutura chamada de complexo peniano que fica do lado direito do corpo, logo acima da cabeça, esta estrutura é melhor visualizada durante a cópula do casal.

Casal durante a cópula:
O macho é o de cima e esta estrutura que sai do lado direito do corpo dele e liga os dois é o chamado complexo peniano.

Possuem um sifão respiratório: por viverem em locais de baixa oxigenação na natureza, as ampulárias podem respirar pelo pulmão e pelas brânquias, seu manto desenvolveu uma dobra que forma este sifão quando a ampulária precisa respirar pelo pulmão enquanto ainda está dentro da água. Ele fica localizado no lado esquerdo do corpo delas, logo acima da cabeça.


Ampulária com o sifão aparente

Desovam fora da água: as ampulárias, ao contrário da maioria dos outros caramujos que mantemos em aquário, desovam fora da água. Elas depositam os ovos individualmente em uma superfície seca, costuma ser no vidro do aquário, quando mantidas em cativeiro, eles são aderentes e se fixam uns aos outros lembrando a estrutura de uma pequena colméia.

Ampulária desovando

Elas devem ser mantidas em águas um pouco mais duras por causa de suas conchas, temperatura entre 24 e 28ºC, sendo 26ºC o mais indicado já que temperaturas muito altas encurtam seu período de vida. A faixa de pH em que elas vivem é ampla, indo de 6.5 a até 8.8, mas ficam melhores em água neutras ou alcalinas (por causa da dureza que nelas é geralmente maior).

São animais onívoros, ou seja, comem de tudo, então devem ser oferecidos os mais variados alimentos que vão desde rações específicas para animais de fundo, outras à base de spirulina, vegetais como cenoura, batata, pepino, até as mais ricas em cálcio como o gammarus. Por possuírem uma rádula que auxilia na retirada do alimento são ótimas algueiras.


Ampulária usando a rádula para raspar o vidro em busca de algas

Voltando à reprodução, que é o foco do artigo, depois de fecundada, a fêmea sai da água para desovar. Se nesta hora ela não encontrar espaço seco o suficiente para caber o ninho ela irá sair do aquário à procura de um local ideal, por isso, em aquários com ampulárias deve-se deixar pelo menos 5cm de espaço entre a coluna d’ água e a tampa (sendo 8 a 10cm o ideal). 


Ampulária desovando


Ao desovar, os ovinhos possuem uma cor bem clara, mas em questão de horas já escurecem um pouco mais se tornando rosados. A desova costuma ocorrer - na maioria das vezes -durante a noite ou logo no começo da manhã.


Ampulária desovando de manhã

Ninho recém colocado (à esquerda) e ninho já com alguns dias (à direita)


Os filhotes demoram de 1 a 4 semanas para saírem do ninho, este período é bastante influenciado pela temperatura, o tempo recorde aqui foi de 9 dias entre a postura e o nascimento das ampulárias. Em hipótese alguma o ninho deve ser molhado, isso mataria os filhotinhos.


Recentemente, uma fêmea realizou 6 desovas consecutivas em um dos meus aquários e nos casos em que houve condensação de água ao redor do ninho, o número de filhotes que nasceram caiu pela metade (quando comparado aos ninhos que ficaram secos o tempo todo).


Conforme o tempo vai passando e o momento da eclosão dos ovos vai se aproximando, o ninho vai tomando uma aparência esbranquiçada, como se estivesse ficando ressecado.

Ovos prestes a eclodir



Se o ninho foi colocado em um vidro que não há nenhum tipo de fundo atrás (papel contact, vinil, fundo falso), você poderá reparar que os filhotinhos vão ficando cada vez mais evidentes quando o ninho é visto por trás.



Os filhotinhos ficam mais evidentes algumas horas antes da eclosão dos ovos



Quando a hora chega, o ninho pode se desfazer por completo ou apenas apresentar buracos por onde os filhotes irão sair.

Filhotes ainda dentro do ninho


Filhotes deixando o ninho


Nascem envoltos em um tipo de "muco" 

Eles nascem miniaturas dos pais e é comum nascerem mais de 200 ampularinhas por vez. Na primeira ninhada aqui nasceram 280. Na segunda um pouco menos e nas outras nem contei mais... Nascem minúsculas, mas crescem rapidamente. No começo se alimentam principalmente de algas, com o tempo vão se alimentando das mesmas comidas que os pais.

Filhotinhos saindo do ninho, procurando pelo corpo d' água mais próximo


Lembram que mais para cima eu falei sobre o problema do ninho entrar em contato com a água? Vejam um exemplo prático...

 Visão da parte do ninho que fica em contato com o substrato:

Desova que ficou em local onde condensava água: toda a parte rosada opaca é constituída de ovos que não vingaram, nasceram cerca de 130 filhotes.

Desova que ficou em local sem contato algum com água: nasceram 317 filhotes.


Close


Aproveitei e fiz uma comparação de tamanho, para vocês terem uma noção do tamanho de um filhote ao nascer:

Filhote comparado a uma tampa de garrafa

Filhote comparado à cabeça de um alfinete

Filhote com poucas semanas de vida


Quando atingem um tamanho de pelo menos 2,5 cm de concha já estão aptas a reproduzir. É importante lembrar que não se deve manter ampulárias, ainda mais filhotinhos, em aquários com peixes que sabidamente predam caramujos ou são muito agressivos, na lista de companheiros incompatíveis entram: ciclídeos africanos, ciclídeos de porte médio – grande (oscar por exemplo), ciclídeos anões em época de reprodução, bótias, mocinhas (Characidium sp.), lábeos, barbos, baiacus, paraíso (Macropodus opercularis), etc...


Cinthia Emerich

Bibliografia consultada:

44 comentários:

André Toledo disse...

Parabéns pelo blog, estou colocando o link de seu blog no meu (foradagua.wordpress.com).

Marcelo disse...

Onde eu poderia adquirir um casal de ampulárias (macho e fêmea)? Moro a 240 km de Belo Horizonte...

Anônimo disse...

Fantástico...
Cada vez que venho aqui sou surpreendido por ótimas matérias e ilustrações que me deixam de boca aberta, pois qualidade igual é impossível de se achar nos sites portugueses.
Parabéns a todos, torço pelo sucesso de vocês...

Flavio Carvalho

Gabriela disse...

Show de bola! Parabéns pelo blog e pela ótima matéria. Eu nunca achava nada sobre as alpulárias. As fotos são incríveis!

Parabéns mesmo e obrigada!

Anônimo disse...

Olá! Tenho dois exemplares de Pomacea em meu aquário e apesar de volta e meia ver um sobre o outro, não sei se é um casal, pois não observei nenhum ninho até agora. Tenho 3 Platis, 1 molinésia, 1 coridora e 2 camarões junto com eles e ofereço ração em flocos (para os peixes) e ração em tabletes para peixes de fundo (para a coridora, camarões e pomaceas). Caso surjam filhotes, eles poderão ficar no mesmo aquário? Grata, Ana Paula.

Sekai Scaping disse...

Poderão sim Ana Paula!

Ana Paula disse...

Obrigada, pessoal! Não vejo a hora de ver uns filhotinhos... mas por enquanto nada. Tem um dos caramujos que volta e meia sai do aquário, e estou providenciando um jeito para que isso não mais ocorra, pois da primeira vez, ele rachou a parte dianteira da concha e ficou amoado uns dois dias... será que este é a fêmea que está saindo para procurar um local para desovar? Bom, de qualquer forma, deixei cinco centímetros sem água para ver se há a postura, mas até agora nada. Amanhã vou providenciar uma tampa, não quero mais acidentes! Sem contar que na primeira saída, ele quase virou bolinha de gato (quando foi achado, o gato estava brincando com a nova bolinha amarela)...rsrsrs... Valei pessoal! Ana Paula

Joao Oewel disse...

ola

os pais comem os filhotes ou posso manter no mesmo aquario????

to com uma desova nascendo aqui no aquario...queria saber se tem que separar...

Sekai Scaping disse...

Pode manter juntos sem problemas!

su disse...

bom tenho um comunitario e neste à 3 ampularias , 2 beijadores 3 bettas , 2 japoneses 3 cascudos e 3 coridoras 4 p´latis 1 espada e tres molinesias hoje pela manhã nbotei que as ampularias colocaram uma especie de casulo na parte seca do aquario bom queria saber se os peixes vão comer os filhotes e se vão eu posso retirar o ninho e pore em um aquario com pedras e colocar o ninho emsima ???

Tomé disse...

Ola a todos.
Sou de portugal e tenho um pomacea recentemente ela tem boiado muito e anda sempre nos cantos esta soz por isso reprodução esta fora de questão digo eu!! Alguém me pode ajudar ?


Obrigados a todos, continuação de um excelente trabalho

Sekai Scaping disse...

Su,
Pode ser que alguns deles tentem comer os filhotinhos, se você não quiser se arriscar a mover o ninho pode fazer uma !mini armadilha! com um potinho qualquer preso logo abaixo do ninho e com um pouco de água do aquário! Quando nascerem mude-os para outro aquário.

Tomé,
Este comportamento é comum nas Pomaceas, as vezes passam um tempo boiando mesmo. Ela apresentam mais alguma alteração no comportamento?

danielareno disse...

Tenho algumas ampularias em um aquario de 100 litros somente com kinguios. Notei um ninho ontem... quero saber se os kinguios representam perigo para os bebes e se posso deixar os filhotes dentro do aquario. Também tenho outras duvidas, porque as ampularias ficam saindo do aquario e que mal podem causar a elas essas saidas? Tive varias que sairam e eu coloquei de volta no aquario, porem uma grande e linda que eu tive saiu eu coloquei de volta e infelizmente ela morreu depois de 2 dias...

Sekai Scaping disse...

As ampulárias costumam sair do aquário para procurar um local para desovar, se tiver um aquário tampado, porém com espaço suficiente para ela desovar, elas desovarão e voltarão para a água em seguida!

Os kinguios podem tentar comer os filhotes já que eles nascem bem pequeninos e os kinguios vivem colocando na boca tudo o que encontram pela frente...

.:: Babi ::. disse...

Olá!

Vi minhas ampulárias grudadas por um bom tempo ontem, mas até agora, nada de desova. Até baixei o nível de água no aquário, para que ela pudesse postar os ovos, mas não parece ter adiantado. A fêmea pode aguardar por um tempo antes de fazer o ninho? Tenho que fazer mais alguma coisa?


Aliás, parabéns pelo blog, muito show!

Obrigada desde já pela resposta.

Sekai Scaping disse...

Olá Babi,

A fêmea pode demorar um pouco para desovar sim, não se preocupe! Se quiser, aumente um pouquinho a temperatura e ofereça mais alimentos para ela. Isto pode acelerar o processo.

Obrigada pelo elogio, que bom que gostou!

John disse...

Seu artigo esta fantástico. Eu costumava reproduzir ampulárias em aquário quando era mais novo. Esses dias, resolvi voltar ao mundo do aquarismo e comprei um par delas. Por sorte, eram macho e fêmea. O ninho foi colocado muito fora do aquário, os filhotes nunca chegariam a ele então eu cuidadosamente descolei o ninho da parede de casa usando uma folha de papel sulfite e, observando que ainda estava "meçecado" na parte de trás, "colei" num aquarinho de 10 litros. Espero que a rápida interferência não tenha sido letal, depois conto as novidades. Seria bom manter o ambiente do ninho húmido, não?
Abraços

. disse...

MUITo boa o texto..boas informações..as palavras contem alto valor semânticos..muito bom mesmo..Amei mesmo.. Tenho uma ampularia macho(Gary) costumo ficar com ele na minha mão.. Tem algum risco? As vezes sinto que ele está me mordendo e o alimento..

Daniel disse...

Como reconhecer o macho e a femea de ampulárias? Sei que tenho uma femea pois ela desovou,ela está sozinha no aquario já devo te-la adquirido com o semem do macho, mas existe alguma forma de reconhecer visualmente o macho e a femea?
Obrigado!

Andre luis de souza lopes disse...

Oi eu queria saber se alguem conhece criadores de ampularia em minas gerais, preciso se algumas para fazer um trabalho de zoologia

Sekai Scaping disse...

John,
Obrigada!!!Desde que não fique muito seco, principalmente por causa de lâmpadas perto, não tem problemas :)

.,
Esta espécie não apresenta ameaça à saúde humana :)

Daniel,
Logo no começo do texto eu explico as diferenças entre os sexos!

Andre,
Infelizmente não conheço nenhum, mas em lojas de aquários elas são comuns e baratas!

manoel disse...

amigo gostaria de saber se a ampularia so desova se estiver fecundada?
tenho uma que desovou por duas veses em meu aquario mas ela esta so.
nao tem macho.
entao o que quero saber e quanto tempo ela pode armasenar o esperma do macho , se nao souber o tempo da uma dica pelomenos estimado.
outra duvida e se vc sabe se a ampularia so desova se estiver fecundada ou pode ocorrer desovas sem que esteja fecundada mas os ovos nao eclodem?

Sekai Scaping disse...

Olá Manoel,

Ela precisa ter sido fecundada para desovar sim! Ela deve ter sido fecundada pelo macho quando ainda estava na loja / criador.

Como afirmei logo no começo do texto: a fêmea pode guardar o esperma do macho por um bom tempo – o que explica o fato de se possuir apenas uma no aquário e mesmo assim ela desovar.

Ou seja, ela pode guardar o esperma por meses e desovar sem nenhum macho presente.

Para os ovos vingarem é importante que as condições do local sejam favoráveis, conforme citado no artigo.

Gabriel Coelho disse...

Excelente artigo, me ajudou muito.

Uma dúvida:
A minha desovou na tampa do aquario ao lado de uma lampada fluorescente de 15w(compacta) mantenho a lampada ligada ou desligo ela?

ღ ღ ღ Vanderléia Silva ღ ღ ღ disse...

Ola, belissimo blog,de quanto em quanto tempo as ampularias desovam, a minha desovu esta semana, mas esta sempre acoplada no macho.

Sekai Scaping disse...

Gabriel,

Se está bem ao lado da lâmpada é melhor não arriscar a deixá-la ligada, pois o calor emitido ressecaria muito os ovos, tem como colocar outra luminária ou tentar remover o ninho?

Vanderléia,

Obrigada pelo elogio! Aqui já aconteceu da mesma ampulária desovar mais de uma vez durante a semana, vai depender muito da frequência das cópulas e das condições do aquário.

Ney Neves disse...

Olá.
Minha ampulária colocou dois ninhos no aqua. Mas meu aqua é muito pequeno(uns 20 Litros) não tenho condições de ficar com os filhotes. Alguma solução que não seja descartar os ninhos? Obrigado.

Mosquito disse...

queria saber se kinguio e lebiste e mato gross comem os caramujos?se talves, apenas os pequeno.

Sekai Scaping disse...

Ney,

Você poderia repassar os filhotes para algum conhecido que tem aquário ou alguma loja do ramo :)

Mosquito,

Lebiste e Mato-grosso eu nunca vi tentar comer os filhotes. Sobre os kinguios, pode ser que a princípio tentem comer, mas não sei se de fato conseguirão... acho perigoso eles tentarem e acabarem "engasgando" com algum filhote :(

Anônimo disse...

olá, meu nome é maxsuel, aqui em casa tenho um aquario de 80 litros, e coloquei um tricogaster azul, junto a alguns (3)peixinhos vermelhos, que ñ sei o nome, e um cascudo e um pequeno. Antes de ontem meu tricogaster ficou correndo atras da minha tilapia pequena no máximo uns 5cm pois ela tava com uns furinhos do lado dela e a minha tilapia começou a morrer, quando foi no ourto dia eu coloquei ela em uma vazilha separada dela com a mesma agua do aquario e ela morreu umas 3 hrs depois. porque isso aconteceu?, e também queria perguntar se eu colocar umas carpas japonesas pequenas no meu aquario é provável que o tricogaster ataque as carpas???
Obrigado e espero a resposta.

Leonardo de Jesus disse...

Parabéns pelo conteúdo, está perfeito!

Anônimo disse...

Excelente matéria, me ajudou muito... continuem assim

paulo disse...

...linguagem clara...
Parabéns a todos envolvidos...

paulo disse...

...linguagem clara...
parabéns a todos envolvidos...

Unknown disse...

Pessoal, uma duvida...

Estou com uma desova de ampularia e vi que se deixar condensado o aqua, cerca de metade vinga e se ficar seco a maioria vinga. Então não entendi pq o aqua deve ficar umido?

Abraços!!!

Rui Silva disse...

As fotos já não estão disponiveis. Dá para carregar novamente? Obrigado

diegokgb disse...

Pessoal, uma duvida...

Estou com uma desova de ampularia e vi que se deixar condensado o aqua, cerca de metade vinga e se ficar seco a maioria vinga. Então não entendi pq o aqua deve ficar umido?

o ninho esta recebendo 4 horas de sol direto e 5 indireta tem algum problema?


Abraços!!!

Serjão disse...

Lindo blog!Parabéns!Interessantíssimo o vídeo mostrando a desova!
abs

Babi disse...

Ótima matéria e fotos lindas! Estou encantada com esses bichinos. Obrigada :)

Anônimo disse...

http://www.peixefauna.com/t1207-reproducao-de-pomacea-bridgesii

é onde eu vi um texto identico.

Global disse...

parabéns , boa iniciativa.

Artur Taveira de Oliveira disse...

Parabéns pelo belíssimo artigo que é bastante elucidativo quanto a reprodução desse interessante animalzinho ...
Tinha muitas dúvidas que foram esclarecidas ... e para acrescentar, exatamente na noite de ontem pude observar na prática uma outra dúvida.
Um pedaço de colmeia/ninho coloda ao vidro do aquario fora dágua, se desprendeu levando consigo talvez uns dez filhotinhos já no ponto final de formação ... uma pomacea adulta vinha passando e cobriu imediatamente tudo e passou a ingerir aquela pequena colmeia que se desprendeu ... tudo isso, contra o vidro do aquario ... Eu me assustei e momentaneamente pensei ... vai devorar tudo ...
Peguei rapidamente uma lente e aproveitando o angulo favorável para assistir o ato de canibalismo, mas surpreso fiquei porque ela só engeria a película do ninho (o favo comparando com a abelha)... mas quando um pequenino filhotinho ia junto na sua boca ... ela habilmente separa e ingerindo somente casca e cuspindo o filhotinho de volta ... ao meio líquido ... isso aconteceu diversas vezes ...
Respirei aliviado ... e as pomáceas mais uma vez subiram um degrau no meu conceito.

eSPAço880 disse...

Mantenho um aquário 40litros Ph ácido, com beta, neon, e Dojos,, além das ampulárias...

acabei de reconhecer um ninho, imenso, no tampo do meu aquário por dentro próximo lâmpada,,, o q devo fazer??

Luisa Garcia disse...

Devo separar a carpa que tenho no meu aquário ? Tenho dois ninhos aqui