12 fevereiro 2009

Hyphessobrycon megalopterus


Macho


Fêmea


Machos disputando a atenção da fêmea





Nome Popular: Tetra Fantasma Negro, Tetra Black Phantom
Nome Científico: Hyphessobrycon megalopterus, Eigenmann, 1915 
Família: Characidae
Origem: América do Sul / Alto da Bacia do Paraguai e Rio Guaporé
Sociabilidade: Cardume
pH: 6.0 a 7.0
Temperatura: 24 - 28ºC
Dureza da água: mole
Tamanho adulto: 4cm

Alimentação: Onívora, aceita de tudo, mas se quiser incentivar a reprodução e manter seus tetras saudáveis e com belas cores é recomendado oferecer alimentos vivos ao menos uma vez na semana. Na natureza se alimentam mais de vermes, larvas de mosquito, pequenos insetos e crustáceos.
Dimorfismo sexual: O macho é muito mais escuro que a fêmea, apresenta a nadadeira dorsal maior, todas as nadadeiras são negras e o ventre é retilíneo. A fêmea possui coloração mais clara, nadadeiras anal, ventral, peitoral e adiposa vermelhas e ventre roliço.
Comportamento: São peixes territoriais apenas com outros da mesma espécie ou formato e coloração parecidos. Em aquários comunitários dificilmente chegam a atacar / estressar outros peixes. O mais comum é ver os machos disputando entre si a hierarquia do grupo.
Reprodução: Ovíparo, são considerados disseminadores livres, pois a fêmea libera os ovos na água e o macho nada em volta fertilizando-os. Os ovos eclodem em 48 - 72 horas quando mantidos em temperatura mais alta, após dois ou três dias da eclosão os alevinos já consumiram o conteúdo do saco vitelino e começam a nadar. Não ocorre o cuidado parental entre os peixes desta espécie, a partir do momento em que os filhotes apresentam nado livre pode-se dar rações específicas para alevinos de ovíparos e alimentos vivos como náuplios de artêmia, conforme os filhotes forem crescendo alimentos vivos maiores podem ser oferecidos.
Recomenda-se usar filtro interno de espuma ou então colocar perlon na entrada de água do filtro externo para evitar sugar os filhotes quando em aquários próprios para reprodução.
Tamanho mínimo do aquário: 50 litros.
Outras informações: Por serem de cardume, os Black Phantom não devem ser mantidos em grupos com menos que 5 indivíduos, quanto maior o cardume, mais natural o seu comportamento. As disputas por território ou fêmeas são magníficas de se ver, os machos (geralmente os maiores) ficam todos "armados" como os machos de Betta fazem, exibem suas cores e nadadeiras no máximo esplendor possível. As fêmeas também apresentam cores bem fortes em época de reprodução e não são nem um pouco "tímidas", escolhem um macho e ficam se exibindo para ele por horas a fio. Possuo um cardume de 10 machos e 2 fêmeas em um aquário só para eles, o comportamento é incrível, formam cardumes coesos e nadam o tempo todo pelo aquário inspecionando cada centímetro do território. Definitivamente são ótimos peixes para plantados.


Cinthia Emerich

Bibliografia consultada

3 comentários:

Julio Cezar disse...

Lindas fotos... di babá!!!

Marcos Esteves disse...

muito bonito da sua parte achar que vc mesmo escreveu esse texto.

Sekai Scaping disse...

Julio Cezar,
Obrigada!

Marcos Esteves,
Eu não acho, tenho certeza =]

Caso tenha visto este texto, escrito exatamente da mesma forma, em outro lugar e sem citar esta fonte, por favor me avise, pois se trata de um plágio e preciso entrar em contato com a pessoa que cometeu tal crime!