28 dezembro 2008

Apistogramma bitaeniata "tefé"


Apistogramma bitaeniata "tefé" - macho


Apistogramma bitaeniata "tefé" - fêmea em época de reprodução


Apistogramma bietaeniata "tefé" - alevinos com poucos dias de vida

Alevino com uma semana de vida



Nome Popular: Apisto bandado, bita
Nome Científico: Apistogramma bitaeniata "tefé", Pellegrin, 1936 
Família: Cichlidae
Origem: Brasil / Rio Tefé
Sociabilidade: Casal ou sozinho
pH: 5.0 a 6.5
Temperatura: 24 a 28ºC
Dureza da água: mole
Tamanho adulto: 8cm

Alimentação: Onívora, aceita de tudo, mas se quiser incentivar a reprodução e manter seu apisto saudável e com belas cores é recomendado oferecer alimentos vivos ao menos uma vez na semana.
Dimorfismo sexual: O macho é maior, mais colorido, apresenta a nadadeira ventral maior, pontas das nadadeiras anal, dorsal e caudal finas, os raios da nadadeira dorsal são maiores e o ventre é retilíneo. A fêmea possui coloração amarelada, pontas das nadadeiras anal, dorsal e caudal arredondadas, ventre roliço e é menor que o macho.
Comportamento: São peixes territoriais e agressivos com outros da mesma espécie ou formato e coloração parecidos. O casal deve ser sempre mantido em aquário próprio e sem outros peixes, no caso de aquário comunitário é recomendado manter apenas o macho sozinho.
Reprodução: Ovíparo, a fêmea irá colocar os ovos em um local escondido que pode ser debaixo de troncos, folhas ou rochas, ou qualquer outro lugar mais discreto. Os ovos eclodem em 48 horas quando mantidos em temperatura mais alta, após dois ou três dias da eclosão os alevinos já consumiram o conteúdo do saco vitelino e começam a nadar. A fêmea então começa a levá-los para fora da toca, mas sempre sob seu cuidado atento, a paritr daí pode-se dar rações específicas para alevinos e alimentos vivos como náuplios de artêmia, conforme os filhotes forem crescendo alimentos vivos maiores podem ser oferecidos.
Durante este período a fêmea fica com coloração amarela bem forte e muito agressiva com o macho, portanto o recomendado é retirá-lo do aquário para evitar o estresse de ambos.
Recomenda-se usar filtro interno de espuma ou então colocar perlon na entrada de água do filtro externo para evitar sugar os filhotes. À partir de 1 mês de idade os filhotes já podem ser separados da mãe, ou então assim que ela começar a dar sinais que não está mais cuidando deles. Por volta dos 6 meses de idade os filhotes já atingem maturidade sexual e podem começar a reproduzir, mas a coloração final do macho leva mais tempo que isso.
Tamanho mínimo do aquário: Para apenas um casal 30 litros, para um aquário comunitário 50 litros.
Outras informações: Existem diferentes variedades de Apistogramma bitaeniata, esta das fotos é a "tefé" por ser encontrada neste rio. Mesmo dentre os peixes desta variedade podem haver colorações um pouco diferentes, algumas mais puxadas para o azul, outras para o amarelo e por aí vai.

Outras variedades de Apistogramma bitaeniata:


Cinthia Emerich

Bibliografia consultada:

1 comentários:

Surfista disse...

Muito bem elaborado e executado,otimas fotos...
...perfeito parabéns pelo trabalho.